A mamoplastia de aumento, ou cirurgia de aumento mamário, aumenta ou recupera o tamanho da mama, recorrendo ao implante (gel de silicone), ou nalguns casos, à transferência de gordura da paciente (ver mamoplastia de aumento com auto-enxerto de gordura), de outro local para a mama. Atualmente é uma das técnicas de cirurgia plástica mais procuradas pelas mulheres por variadas razões:

-  Melhorar o contorno corporal, quando a mulher sente que o tamanho do seu peito é pequeno ou insuficiente;

-  Restaurar o volume mamário após uma perda significativa de peso ou na sequência de uma gravidez;

-  Alcançar a simetria mamária, quando se verifica uma desproporção nas características da mama (tamanho e forma);

-  Melhorar a forma da mama que está pendente ou perdeu firmeza. Nestes casos, associa-se um procedimento de “Lift” ou levantamento da mama (mastopexia);

-  Melhorar o contorno da mama quando este fica alterado na sequência do tratamento cirúrgico por cancro da mama;

-  Melhorar a aparência da mama quando esta se apresenta desfigurada no contexto de um traumatismo (queimadura, acidente), causas hereditárias ou anomalias congénitas.

MAMOPLASTIA DE AUMENTO COM AUTO-ENXERTO DE GORDURA
Em casos seleccionados, é possível aumentar modestamente o volume mamário unicamente com a própria gordura da paciente. Nesta técnica, a gordura é aspirada tal como na lipoaspiração e, depois é processada e reaplicada na paciente, na região mamária. Mesmo como um procedimento de refinamento, para melhorar o aspecto estético final da mama depois de submetida a outra intervenção (mamoplastia de aumento, mastopexia ou até mesmo redução) o auto-enxerto de gordura na mama é uma técnica muito útil e com resultados muito satisfatórios.